quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Comandante do Exército defende "abate" de bandidos armados no Rio

Sem fazer rodeios, o Comandante do Exército General Eduardo Villas Boas,  segundo publica o jornal Folha de São Paulo,  disse na manhã de hoje, em Brasília, após a cerimônia de passagem para a reserva do General Hamilton Mourão, que a legislação tem de ser mudada para autorizar as forças de intervenção  a "abater" bandidos armados que circulem nas ruas do Rio de Janeiro e coloquem em risco a a população civil.

Segundo a mesma fonte, Villas Boas disse que a medida extrema é "muito necessária" e que está sendo discutida no núcleo de poder, por ser fundamental "para que tenhamos eficiência e obtenhamos algumas superioridades nos enfrentamentos(com) os integrantes do crime organizado". 

No final da entrevista, o Comandante do Exército General Eduardo Villas Boas "jogou a batata quente" no colo do Poder Judiciário e do Ministério Público ao afirmar que "não cabe as Forças Armadas a formulação de regras e sim cumpri-las".

Nenhum comentário:

Postar um comentário